Domingo, 27 de Maio de 2012

 

 

Há um problema grave e muitas vezes angustiante para muitos cristãos. Esse problema é sentirem que o nosso Deus está longe, ou eles longe de Deus. Quando padecemos deste senso quanto á distância, temos na realidade um grave problema; Será como buscar flores fora  da primavera. Quando assim acontece, a nossa resposta não está no intelecto, nem tão pouco podemos recorrer a esses recursos. Pensamentos, e frases bonitas está o mundo cheio, sabedoria humana, é uma constante diária, basta lêr livros de sociologos, ou politicos, e outros mais. Nas questões espirituais tudo tem que funcionar de acordo com a vontade de Deus. Não podemos pensar corretamente, se colocarmos o conceito de espaço em paridade com Deus. Nas questões espirituais, não há espaços.Enquanto o espaço tem haver com a matéria, o espiritual é independente dele.Nunca devemos pensar que Deus ora está distante, ora está perto. Deus é infinito, Deus é espirito, logo em sua infinidade Ele absorve todo o espaço. "Não encho eu os céus e a terra?Diz o Senhor"Os céus não te podem conter. Deus não é  contido Ele contem.O homem como ser terreno, pensa como terreno. Pois quem vem da terra é terreno e fala da terra. Como seres criados á semelhança de Deus e sua imagem, somos criaturas almas viventes, e Ele nos deu um corpo para que podessemos experimentar o mundo que nos cerca, e termos neste caso comunicação uns com os outros. Quando o pecado entrou no mundo envertemos o pensamento,e em vês de pensarmos que somos alma que habita um corpo começamos a pensar que temos alma. Faz grande diferênça este pensamento contrário. Logo quando tentamos aplicar esta regra ao próprio Deus, O separamos para bem longe de nós."O seu coração está longe de mim"O perto e o longe está aqui defenido na nossa relação com Deus. Não há nisto distância fisica, mas sim a semelhança com o criador está longe neste caso. Muitos experimentam a sua próximidade, outros não. Porquê? Porque muitos estão dependentes da sua semelhança moral com Ele, fazemos coisas pelos nossos próprios esforços, enventamos as nossas próprias religiões, e assim, produzimos em nós um senso de distância, e próximidade, ora Deus está perto ora Deus se afastou, depende muito das nossas emoções.A bíblia marca uma desigualdade moral entre o homem e Deus. Há uma alienação profunda neste caso. O Espirito Santo apresenta-nos um quadro horrendo quanto aos resultados que produz no caracter humano.A natureza decaída é precisamente o oposto á natureza de Deus,como foi revelada em Cristo Jesus. Logo aqui temos a resposta a todos os males que afligem a raça humana, que os fazem degladiar e guerrear uns com os outros, e nunca chegam ao entendimento. Uma vez que não há semelhança espiritual, não há comunhão, e daí o senso de DISTÂNCIA fisica, cria-se então um sentimento de que Deus está longe lá no espaço do universo.Temos aqui uma grave noção que desencoraja e impede muitos pecadores a crêrem para a VIDA, esta anunciada todos os dias, por aqueles que já experimentaram, esta experiência com Cristo. Quantas vezes o apostolo Paulo fazia lembrança aos ateniences, que Deus não estava longe deles; era Nele que viviam, moviam-se e EXISTIAM. Pois a verdade é que Deus está mais perto de nós do que nós Dele.Alguêm me fez lembrar que uma criança no ventre da mãe, por vezes está bem quietinha, mas não é por isso, que a mãe deixa de acreditar, que ela está viva, não é só quando ela se faz sentir. Assim acontece com Deus; não nos devemos alienar e pensar que Deus se apartou de nós.Meus amigos o pecador tem um tremendo abismo que o separa de ter uma real experiência com Deus. Mas a resposta é que ele pode fazê-lo através da mensagem gloriosa cristã, que Jesus Cristo já fez tudo, pelo seu sangue da sua cruz Ele fez a PAZ, para que todas as coisas fossem RECONCILIADAS consigo mesmo. "E vós outros que outrora ereis estranhos e inimigos no ENTENDIMENTO pelas obras malignas; agora porêm, vos RECONCILIOU no corpo da sua MORTE; Para apresentar-vos perante Ele santos, e indesculpáveis e IRREPREENSIVEIS. Colossenses: 1:21,22. Na realidade nós passamos a ser participes da natureza dívina quando opera em nós este novo nascimento. Aqui começa a obra do desfazer a desigualdade entre nós e Deus. A  obra é feita em nós pelo Espirito Santo, até á plena satisfação de Deus. Nós os crêntes tambêm padecemos de uma consciente rotura de distância. Que devemos fazer? A cura é a fé. Confie em Deus em meio á escuridão até voltar a luz, não desista, continue, sonde a sua vida interior, e busque evidencias de atitudes erradas, maus pensamentos. Pois estas e outras coisas criam em nós um abismo psicológico entre nós e Deus. Ele o nosso Salvador nunca foi o primeiro a afastar-se de nós. Medite e faça a sua escolha.J.Matias. 



publicado por ze raminhos às 10:21
O texto que acabei de ouvir só pode ter sido uma obra do Espírito Santo.

Dou graças a Deus por ter iluminado o coração do meu querido amigo Irmão, José Ramos Matias. Considero, o texto, tecido de forma profética, em razão de consolar, exortar e
edificar.


Somos habitados pelo Espírito Santo, somos uma nova criatura em Cristo, as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo. Uma No-
va Aliança, um novo Mandamento e um novo sacerdócio para que livres das mãos dos nossos adversários O possamos louvar todos os dias da nossa vida.

Em Cristo já temos a vida eterna.
Amilcar
Anónimo a 27 de Maio de 2012 às 21:50

Texto baseado em:
Proximidade E Semelhança de A.W. Tozer

Tainara Barbosa Nunes a 13 de Julho de 2013 às 15:14

mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Aprender a escrever corretamente talvez te ajude a...
E, depois de DEZ de 2012, nada aconteceu? Saudaçõe...
Texto baseado em:Proximidade E Semelhança de A.W. ...
Boa mensagem. A mesma sıtuacao se passa c mocambıq...
A ecleseologia é neste texto apresentada para desp...
Por esta razão é que está escrito que aquele que q...
Este recado de estar a sós com Deus e meditar na S...
Reitero este excelente texto sobre a identificação...
Considero este texto, de José Ramos Matias, oportu...
O alerta das "águas amargas", já no início da comu...
blogs SAPO